oO legado de Wayne Rooney

Rooney

 

O tempo será generoso com Wayne Rooney na memória dos torcedores do Manchester United.

É justo.

Os pedidos para ser negociado apenas para receber reajustes de salário, a tentativa de ir para o Chelsea, a demora para entrar em forma cada vez que se contundia, as últimas três temporadas abaixo da crítica. Tudo isso ficará na vala da história.

A escolha dele merece ser louvada. Não é qualquer jogador que segue seu instinto dessa forma, volta para o Everton, rejeita ofertas de mercados periféricos que lhe pagariam muito mais. Há vários motivos para ele retornar ao clube que sempre foi torcedor. Todos válidos. Espera-se que a torcida deles pense da mesma forma. Porque até Ryan Giggs disse que quando o Manchester United jogava em Goodison Park, o nível dos xingamentos direcionados a Rooney era inacreditável.

Em 2010, Sir Alex chegou a deixá-lo de fora da partida porque o jogador vivia crise no casamento (o episódio da prostituta, lembram?) e o treinador temia a reação que o público em Liverpool teria ao vê-lo. Ele ter tomado essa atitude foi algo extraordinário porque Ferguson nunca foi de se preocupar com essas coisas.

Rooney viveu três fases no United. Entre 2004 e 2005, quando teve grandes momentos, mas de forma inconsistente.

Entre 2006 e 2011, seu melhor momento. De forma brilhante, aceitou se sacrificar, jogar como winger ou até no meio-campo para Cristiano Ronaldo se destacar. Teve comportamento profissional exemplar ao não guardar qualquer rancor do português que cavou sua expulsão nas quartas de final da Copa de 2006 (e se ele dissesse para Ferguson que não jogaria mais com Ronaldo?). Este foi um dos motivos para o título da Champions League de 2008. Na temporada 2009-2010, a primeira sem CR7, Rooney carregou o time nas costas e sua lesão na partida de ida contra o Bayern de Munique tirou o United dos eixos. O que custou caro…

A partir de 2012, Wayne caiu de rendimento, alternando boas fases cada vez mais breves com longos períodos de seca. Não apenas nos gols, mas nas atuações. Mourinho, por exemplo, chegou a Old Trafford dizendo que, com ele no comando, o camisa 10 jogaria sempre perto do gol, onde renderia mais. Logo percebeu isso não ser possível. A própria decisão de colocá-lo em campo nos minutos finais da final da Liga Europa, apesar de uma bonita homenagem, foi imagem de que o capitão era mais um símbolo do clube do que um jogador em si.

No decorrer dos anos, Rooney também se transformou. O Manchester United pagou 27 milhões de libras em 2004 por um jogador de rua. Um gladiador que ia para a guerra cada vez que pisava em campo. Foi sob o comando de Ferguson que refinou seu futebol. Por alguns meses entre 2008 e 2010, foi possível incluí-lo entre os melhores do mundo. Wazza merece crédito por jamais ter se negado a fazer funções que não gostava e onde rendia pouco. Como volante, por exemplo.

O que vai ficar com o tempo são os 253 gols, a Champions League de 2008, as cinco Premier Leagues, a FA Cup de 2016, o gol do título na League Cup de 2010, o gol de bicicleta sobre o City, a estreia diante do Fenerbahce, o voleio contra o Newcastle, a vibração à beira do campo quando Ibra marcou de cabeça sobre o Southampton em Wembley, mesmo sabendo que aquilo o impediria de entrar na final…

Estamos tão acostumados com Rooney e o vemos em campo há tantos anos que surpreende ler que ele tem apenas 31.

Duas das grandes discussões dos últimos dias em fóruns de torcedores e nas redes sociais têm sido se Wazza merece uma estátua em Old Trafford e se pode ser considerado uma lenda do clube.

Estátuas em volta ao estádio foram erguidas para Busby, Ferguson, Law, Best e Charlton. Não há como colocar Rooney neste mesmo panteão…

A questão da lenda,  depende da definição de cada um, já que se trata de um valor abstrato e pode variar.

Para este blog, Wayne Rooney é, sim, uma lenda da história do Manchester United. Imperfeito, claro. Mas ídolos perfeitos não existem. Só na imaginação de alguns.

Que ele seja feliz no Everton.

PS. Em janeiro deste ano, fizemos um top 5 dos gols mais bonitos de Rooney pelo United. O link está aqui.

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s