Espanhol faz parte da reformulação do Manchester United fora de campo

Ribalta

Uma das preocupações nos altos escalões do Manchester United nos últimos anos é remodelar as categorias de base e o sistema de “captação de talentos”. Antigamente eles se chamavam olheiros. Mas as coisas mudaram…

Esse foi um dos grandes motivos para a contratação de Louis van Gaal em 2014, aliás. O holandês tinha carta branca para mudar tudo porque a avaliação é que o United não conseguia mais atrair os principais talentos nem da região, quanto mais de outros países da Europa. As revelações mancunianas preferiam o City por uma série de fatores, . Entre eles, o fato de Carrington ser muito afastado (e é mesmo!) e os noisy neighbours terem um espaço para treinamentos mais central, em Manchester.

Até filhos de ex-jogadores do United preteriam clube.

Nick Butt foi remanejado para administrar as equipes da base e a reservas. Van Gaal trouxe o holandês Marcel Bout para ser gerente do recrutamento global. E mesmo com a saída do treinador, ele continuou com Mourinho. O irlandês Jim Lawlor foi promovido a chefe dos scouts. Mais olheiros foram contratados e esse era um ponto primordial para o clube voltar a ser eficiente na descoberta de jogadores.

Sir Alex Ferguson conta que quando assumiu o cargo, em novembro de 1986, o United tinha apenas dois olheiros. Nenhum para a região de Manchester. Ele achou aquilo inacreditável. A diretoria acreditava, na época, que apenas a fama do clube seria suficiente para atrair os melhores. Como a vida se repete, nos anos finais do próprio Fergie e durante o reinado de Moyes, se acreditou na mesma lorota.

A última contratação aconteceu nesta semana. O espanhol Javier Ribalta saiu da Juventus para ser gerente de scouting em Old Trafford.

Não é uma aquisição que deve ser desprezada. Ribalta foi peça-chave na remodelagem do elenco da Velha Senhora, que chegou a duas finais de Champions League nos últimos três anos.

Aos 36 anos, Ribalta é creditado por uma série de contratações na equipe italiana. Uma delas, Morata em 2014. Em 2015, o atacante que Mourinho quer ver no United na próxima temporada fez um gol na final da Champions contra o Barcelona. Foi tão bem que o Real Madrid ativou a cláusula de recompra do atacante em seguida.

CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s