Ronaldinho não veio por causa de Beckham e outros “quase” do Manchester United

ronaldinho

Em entrevista ao Marca, o ex-presidente do Barcelona, Joan Laporta disse que o clube espanhol contratou Ronaldinho Gaúcho porque não conseguiu comprar David Beckham. Sir Alex Ferguson topava fazer negócio, mas Becks preferiu o Real Madrid.

Com a recusa em ir para Barcelona, ele impediu involuntariamente que Ferguson conseguisse Ronaldinho, aquisição que era o grande objetivo do treinador para o início da temporada 2003-2004.

Sir Alex passou semanas acreditando que o negócio estava fechado, até levar uma rasteira do Barcelona.

Até que não ficou tão mal assim porque, em vez do brasileiro, veio Cristiano Ronaldo.

O que nos faz pensar em outros cinco jogadores que o Manchester United tentou contratar de todas as formas, mas não conseguiu.

 

5. Lineker (1989)

Lineker

Com a saída de Terry Venables do Barcelona, o atual apresentador do Match of the Day não ficaria no clube. A primeira negociação era com o Tottenham Hotspur, mas a proposta não chegou à Espanha. Sir Alex começou a negociar com o agente do jogador. O acordo estava fechado, até que na última hora os Spurs apareceram com a oferta e Lineker escolheu ir para Londres.

 

4. Robben (2004)

Robben

O holandês era praticamente jogador do United. Estava certo que em 2004 ele sairia do PSV para Old Trafford por 15 milhões de libras. Peter Kenyon, chefe executivo do Manchester United (Ed Woodward da época) fechou o negócio. Só que no final de 2003 Kenyon foi para o Chelsea. Robben foi com ele.

 

3. Gascoigne (1988)

Gascoigne

“Vá descansar, filho. Você será um astro no Manchester United”.

Isso foi o que Alex Ferguson disse para o meia do Newcastle antes de ambos saírem de férias em 1988. O acordo estava selado.

O treinador estava na praia, tostando no sol na Espanha, quando recebeu a ligação de Martin Edwards: Gascoigne havia assinado contrato com o Tottenham.

 

2. Kluivert (1998)

Kluivert

Após a Copa do Mundo na França, Martin Edwards fez repetidas ofertas para o Barcelona porque Sir Alex Ferguson havia colocado o centroavante como prioridade para a equipe voltasse a dominar a Premier League. O clube espanhol aceitava fazer negócio. Kluivert, não.

No vídeo do season review da temporada 1998-1999 há uma entrevista do holandês falando que não jogaria pelo United. Em outras entrevistas, disse que na Inglaterra só atuaria pelo Arsenal.

Brian Kidd, na época assistente técnico de Ferguson, indicou John Hartson, que estava no West Ham. O treinador recusou. Disse preferir Dwight Yorke.

Não foi uma má escolha…

 

1. Shearer (1992 e 1996)

Shearer

Shearer tem um título na carreira: a Premier League de 1995 pelo Blackburn. Para um dos maiores artilheiros da sua geração, é muito pouco.

Culpa dele. Duas vezes Sir Alex Ferguson fez tudo o que era possível para contratá-lo. Em 1992, quando ele estava saindo do Southampton e em 1996, quando seria negociado pelo Blackburn.

Shearer teria feito um caminhão de gols e seria grande contratação para o Manchester United. Mas o atacante foi quem mais perdeu…

 

CURTA AQUI A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s