José parece ter certeza do que deseja e o Manchester United precisa disso

mourinho

 

Há um aspecto da personalidade e do estilo de José Mourinho que me agrada mais do que os outros.

Para o bem ou para o mal, ele não é indeciso. O português sabe exatamente o que deseja, como quer que o time jogue e o caminho para chegar a isso. Roy Keane dizia que a maior virtude e o maior defeito de sir Alex era ruthlessness. José é um pouco assim.

Não temos mais a falta de certeza de David Moyes, que gastou uma janela inteira tentando contratar jogadores que o United não conseguiria de qualquer jeito (como Fábregas e Thiago Alcântara) ou titubeando até o último minuto por causa de Fellaini, obrigando o clube a pagar três milhões de libras a mais do que o valor da multa rescisória do jogador. Ou Van Gaal se livrando de maneira inexplicável de Chicharito e Welbeck e exigindo a contratação de Memphis Depay.

Mourinho percebeu o que Ibrahimovic tinha a oferecer e sabia que seria por pouco tempo. Combinou com Ed Woodward que o United pagaria o que fosse preciso por Paul Pogba porque o time estava necessitado de um grande jogador no meio-campo e o clube precisava fazer um statement para os adversários (ou para os patrocinadores). Encontrou um zagueiro mais veloz do que 80% dos atacantes que enfrenta (Bailly) e sabe bem as posições em que o clube precisa de reforços. Lindelof só não veio em janeiro porque Marcos Rojo (como zagueiro e apenas como zagueiro) teve uma temporada sensacional. Uma revelação.

Eu suspeito (e apenas suspeito, não tenho nenhuma prova) de que mesmo com a contratação de Griezmann, Mourinho pediria a chegada de outro atacante de área. Porque os times dele costumam ter centroavantes com força física, que prendam a marcação, corram nos espaços vazios (run the channels, em inglês) e prendam a bola, dando tempo para outros jogadores se aproximarem. Algo parecido ao que Didier Drogba cansou de fazer para José no Chelsea.

Claro que vem mais por aí e o elenco precisa ser qualificado. Um winger será muito bem-vindo. Assim como um lateral-esquerdo enquanto Luke Shaw não decide o que quer da vida. Suspeito (de novo, só suspeito) que o treinador também olha no mercado alguém que possa fazer o papel de camisa 10, a função que ele tinha certeza que Rooney desempenharia, sem prestar atenção em como Wazza desabou de rendimento nas últimas duas temporadas.

Não há alternativas de ponta (pelo menos viáveis) no mercado e não vejo o que James Rodríguez poderia fazer pelo time que Mata já não seja capaz e com a mesma qualidade. Claro que adoraria ver Isco em Old Trafford mas, vamos ser sinceros, o Real Madrid não vai vendê-lo (Gareth Bale, anyone?)

Serão dois meses de especulações, muitas teorias e possibilidades abertas. Tantas que vão nos cansar. Pelo menos consola o fato de que Mourinho parece saber o que quer.

 

CURTA AQUI NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s