O recorde, Sir Alex, o rancor de alguns e os motivos para Wayne Rooney não merecer uma estátua em Old Trafford

rooney

O que a imprensa vai fazer da vida quando Wayne Rooney se aposentar? O United jogou no sábado, estamos na terça-feira e o atacante continua monopolizando o noticiário. Isso, em grande parte, claro, é por causa do clube em que está. O United é adorado ou odiado, jamais ignorado. Dá audiência. Rende cliques.

No programa 606, da Rádio BBC Five Live, TODOS os ouvintes que ligaram para a emissora, sem exceção, criticaram Wazza. O nível da bile contra o jogador chega a ser inacreditável. Se esquecermos todos os títulos conquistados por ele, basta dizer que é o maior artilheiro da história do Manchester United e da seleção inglesa.

Se LEMBRARMOS dos títulos, temos de jogar na conta cinco Premier League, uma FA Cup, duas Copas da Liga, uma Champions League e um Mundial de Clubes.

“O que ele conseguiu é incrível. Ninguém poderia imaginar que chegaria nesse nível quando o contratamos”, disse Sir Alex Ferguson para a MUTV. “Se você pensar que ele bateu o recorde com cerca de 200 jogos a menos que Sir Bobby Charlton, é mais incrível ainda.”

Os números não mentem, mas não dizem tudo. Sir Bobby nunca foi o ponto central do ataque do Manchester United e passou mais tempo não atuando como atacante do que Rooney. Isso não desmerece a marca de Wayne, jamais. Mas os fatos são os fatos.

Sir Alex também considera difícil que alguém supere o recorde porque poucos jogadores ficam mais de dez anos em apenas uma equipe hoje em dia. Mourinho afirmou que Rashford pode ser capaz disso. Ferguson não disse que não, mas o tom foi de dúvida.

Chegou-se a falar de uma estátua para Rooney em Old Trafford. Que ninguém nos ouça, é um exagero.

O clube mandou fazer estátuas para Sir Matt Busby e Sir Alex. Também tem a santíssima trindade de Law, Charlton e Best.

Repito: Rooney é importante na história do clube. Mas ele não está neste patamar. Especialmente quando lembramos que Eric não tem. Nem Giggs. Ou Scholes. Ou Keane. Ou Robson. Ou Stiles. Ou Gregg, o herói de Munique.

E nenhum deles jamais pediu para deixar o Manchester United. Algo que Rooney fez. Duas vezes.

Nada disso diminui o recorde de Wazza, tudo o que ganhou, os gols, os títulos e o fato de ter aceitado muito bem uma nova função dada a ele por Mourinho. Não é titular e, cada vez que entra em campo, mostra entusiasmo pela causa. Faz de tudo par ajudar. Poucos aceitariam um papel desses (vejam o exemplo de Martial…).

Mas uma estátua? Vamos com calma.

CLIQUE AQUI PARA CURTIR NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER: @BR_RedDevils

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s