Retrospectiva de um dia de insanidades

Ok. Vamos tentar tirar algum sentido dessa confusão toda.

A torcida do Manchester United, historicamente, não gosta dos dirigentes encarregados de contratações. Martin Edwards era detestado e eu nunca entendi muito bem o motivo. Sim, ele era o maior acionista. Sim, tentou fazer aquela negociação espúria para vender o clube para a Sky. Não era apaixonado pelo United e futebol nem sequer era seu esporte preferido (gostava mais de rugby). Mas estamos falando do sujeito responsável por negociações, na época chamadas de overpriced, para trazer Bryan Robson, Roy Keane, Dwight Yorke, Jaap Stam, Ruud Van Nistelrooy, Juan Sebastian Verón, entre outros…

Os supporters toleravam David Gill apenas até o momento em que ele passou a apoiar os Glazers para se manter no cargo de chefe executivo. Foi um ato desprezível, sem dúvida. Mas estamos falando de alguém que tinha entrosamento perfeito com Alex Ferguson. Que aceitou a recomendação do treinador para pagar 18 milhões de libras por um garoto que ninguém jamais ouvira falar. Um atacante chamado Cristiano Ronaldo. Foi quem trouxe Van der Sar, quebrou o recorde de transferências do clube por Dimitar Berbatov… Enfim.

O que a turma de Ed Woodward protagonizou no deadline day merece ser colocado nos registros das maiores trapalhadas da história do Manchester United. E fez muita gente chorar de saudades de Edwards e Gill.

1. Na primeira semana da pré-temporada, Woodward deixou a delegação, que estava na Indonésia, para voltar a Manchester. Divulgou que tinha “assuntos urgentes a resolver a respeito de reforços”. A única contratação, Fellaini, foi fechada a 15 minutos do final da janela de transferências.

2. Ferguson e Gill sempre trataram reforços como assuntos sigilosos. Moyes e Woodward fizeram a festa dos jornalistas.

3. Desde o primeiro minuto em que se sentou na cadeira de técnico, Moyes identificou Fellaini como contratação desejada. Woodward foi comunicado disso. E não agiu. Mandou propostas consideradas muito baixas pelo Everton (e não vem ao caso aqui dizer se foram realmente baixas ou não. O jogo é assim). Faz parte da negociação. Mas aconteceu o inacreditável. Até 31 de julho, Fellaini tinha multa rescisória de 23.5 milhões de libras. Era pagar e levar. Nos últimos minutos da janela de transferências, o United pagou 27.5 milhões.

4. A quatro horas do fechamento da janela, o United fez uma proposta por Khedira. Sem margem para negociação por causa do tempo. O Real recusou e acabou o assunto.

5. E o caso Ander Herrera? Há duas semanas, ninguém nunca havia ouvido falar do interesse no volante do Athletic Bilbao. De repente, apareceu como alvo número um. Isso não é reclamação, apenas surpresa. Eu não sou contra pagar a mais por reforços. Sir Matt Busby já dizia que o dinheiro, em clube de futebol, deve estar dentro de campo, onde todos podem ver. Não no banco. E se o United não gasta com jogadores, os milhões vão ser usados pelos Glazers para pagar juros de empréstimos. Então, se Herrera vale 30 milhões de euros, que seja! Só que o Athletic Bilbao só vendia por 36 milhões. O jogador aceitou a transferência e estava tão desesperado para jogar em Old Trafford, que topou reduzir o salário. Os representantes foram à sede da Liga Espanhola fazer o pagamento. Quando chegaram lá, se descobriu: eles não tinham procuração oficial de ninguém em Manchester para fechar o negócio. Como isso pode ter acontecido, foge à compreensão de qualquer pessoa sã.

6. A lateral esquerda. Moyes queria Baines. Muito bem. O United passou a janela inteira negociando a transferência. Como aconteceu com Fellaini, adiou tanto a definição que, no último dia e com os Reds com a faca no pescoço, o Everton não aceitou nem os 15 milhões de libras desejados anteriormente. Pediram mais. Quando percebeu que não daria negócio, alguém teve a ideia de solicitar o empréstimo de Fabio Coentrão. Ligações feitas a Jorge Mendes, agente do lateral português. Ele entrou em contato com o Real Madrid, que aceitou fazer negócio e já foi atrás do substituto. Seria o brasileiro Guilherme, do Granada. Só que Coentrão estava em Lisboa, acreditando que seria negociado com o Benfica. Quando foi chamado de volta a Madri, não havia mais tempo para fechar a transação.

Não dá para lamentar mais agora. É Fellaini e pronto.

Ele oferece uma coisa que o meio-de-campo não tem no momento. A capacidade de jogar de área à área. Consegue ser um cão de guarda na proteção à zaga e chegar no ataque para finalizar. Pela altura, é forte no jogo aéreo. E é sangue ruim. Não pensa duas vezes em mostrar as travas da chuteira na canela do adversário.

Mas ele não é um expert no passe. Para isso, Moyes queria Fabregas, Modric ou Herrera. Ficou sem nenhum.

Como o time fica agora? Está claro (pelo menos para mim) que Fellaini vai fazer dupla com Carrick, talvez com mais liberdade para avançar. Quem sabe, até, o treinador pode montar um meio-campo que Kagawa caiba como titular (ao lado de Rooney, quem sabe?).

Pelo menos até janeiro, essa é a realidade. O que o United tem de fazer é se manter como contender até lá e, se for necessário, ir atrás dos reforços que faltaram.

Anúncios

2 Respostas para “Retrospectiva de um dia de insanidades

  1. Caramba! Não sabia destes detalhes de bastidores… o caso Herrera foi ridículo! Gostei da contratação de Fellaini (apesar do preço salgado…) mas confesso que esperava pelo menos Baines tb!
    Agora é torcer para o time que temos – fomos campeões na temporada passada e deveríamos ter ido longe na CL – e, com Rooney novamente motivado (assim espero) poderemos enfrentar qq equipe de igual p/ igual.

  2. Tenho certeza de que o Fellaini vai surpreender positivamente (é um ótimo jogador e além disso muito esforçado) e deixará a todos muito satisfeitos, pois com a sua contratação abre-se um tremendo leque de possibilidades.de escalação da equipe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s