Goleiros em 1968, 1999 e 2008

Quem quiser utilizar os textos do Brazilian Red Devils, favor ter a decência de dar o crédito de onde tirou o texto. E isso de maneira clara e legível para todos os visitantes

Tradução do Manchester Evening News.

ALEX STEPNEY ( 1968 )

Ele usou a camisa verde quando a final aconteceu na sua nativa Londres, há 40 anos. Menos imponente fisicamente do que Peter Schmeichel e Edwin Van der Sar, o ex-goleiro de Milwall e Chelsea foi também membro importante da equipe que ganhou a Copa da Europa. Mais consistente do que espetacular, Stepney serviu de forma brilhante ao United em 535 partidas. Sua defesa sensacional em chute de Eusébio no último minuto do tempo normal foi tão importante para o título de 1968 quanto os dois gols de Bobby Charlton ou o de George Best na prorrogação. Quando o sucesso do clube decaiu no início da década de 70, Stepney, que custou recordes 55 mil libras para sair de Stamford Bridge, aceitou a incumbência de ser cobrador de pênaltis com grande sucesso. Teve azar de jogar em uma época em que a Inglaterra teve vários goleiros de nível internacional, então não teve a quantidade de convocações que seu talento merecia. Quando Tommy Docherty começou a reconstruir o time após o rebaixamento para a antiga Division Two, Stepney sobreviveu como titular e jogou sua última partida pelo clube em 1978.

 

PETER SCHMEICHEL ( 1999 )

The Great Dane Peter Schmeichel era um gigante em qualquer senso da palavra, colocando medo em atacantes adversários e em seus próprios zagueiros com sua presença. Regularmente gritava com  companheiros e os encarava olho no olho quando achava que eles não estavam desempenhando as funções defensivas como deveriam. Mano a mano contra rivais era sua especialidade e conseguia fisicamente se impor antes que eles conseguissem chutar ao gol. Era uma tragédia pessoal se alguém conseguia superá-lo e, com 180 clean sheets durante sua carreira em Old Trafford, não muitas bolas passaram por ele. Contratado do Brondby em 1991 por apenas 530 mil libras, Peter Schmeichel foi, comparado custo e benefício, a maior contratação feita por Alex Ferguson. O dinamarquês é reconhecido como o melhor goleiro da história do clube. Para um jogador tão alto, possuía surpreendente agilidade. De fato, não fosse por algumas defesas vitais no Camp Nou, o Bayern Munique não teria passado pela agonia dos minutos finais. Sua presença na área adversária confundiu os zagueiros alemães no escanteio que originou o gol de Teddy Sheringham.

 

EDWIN VAN DER SAR ( 2008 )

Alguns pensaram que o holandês já estava na descendente na carreira quando foi contratado pelo United em 2005. Mas o ex-goleiro de Ajax, Juventus e Fulham apenas aumentou sua reputação desde então. De fato, ele tem sido o melhor do United na posição desde Peter Schmeichel. Ocasionais lapsos à parte, também sofridos por todos os seus predecessores, Van der Sar não tem decepcionado. Excelente debaixo do gol, a idade não diminuiu os reflexos. Ele usa seus 6ft 5in com grande efeito e os torcedores apenas lamentam que ele não tenha sido contratado antes. É também um bom defensor de pênaltis, como Darius Vassel descobriu no derby do ano passado, e esses atributos podem ser úteis em Moscou. Ele também deu ao United vitória na última Community Shield quando a disputa aconteceu em tiros da marca penal. Apesar da forte competição com Tomas Kuszczak e Ben Foster, Van der Sar é a escolha número um de Alex Ferguson e será novamente na próxima temporada.

@ Copyright Brazilian Red Devils – 2008

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s