Match report: Wigan 0-2 Manchester United (EPL, 11/5/2008, JJB Stadium)

The final whistle sparks wild celebrations from United players

Ferguson celebrates his 10th title

Ryan Giggs lifts the Premier League trophy

Quem quiser utilizar os textos do Brazilian Red Devils, favor ter a decência de dar o crédito de onde tirou o texto. E isso de maneira clara e legível para todos os visitantes.

Sir Alex Ferguson 10 x 0 Liverpool

Melhor ataque, melhor defesa. O melhor jogador do mundo nos últimos dois anos. Um atacante que atua longe dos 100% e, mesmo assim, é capaz de colocar outro jogador na cara do gol. Uma lenda fazendo o gol do título. Vinte mil Reds no JJB Stadium.

Sunday Glory Sunday…

Depois preciso ver a partida novamente para saber se realmente foi nervoso ou se o problema era eu. Estava tenso demais. De fato, a insônia apareceu de novo. Mas desta vez, eu fiquei lá, com os olhos abertos, no escuro, esperando o sono chegar e ouvindo podcasts.

Pulei da cama cedo. Para os meus padrões…

Não sei se fiquei mais surpreso com Rooney no time titular ou Saha no banco. Saha no banco! Nobody saw that coming… Tê-lo na reserva pode ser importante também em Moscou. É um bônus inesperado e chega no momento correto.

Os primeiros 20 minutos foram ruins. Muito ruins. O time não conseguia se acertar. Scholes e Carrick erraram quase todos os passes que tentaram, Wazza estava visivelmente fora de ritmo e Tevez corria como barata tonta pelo ataque, sem receber a bola. Steve Bruce é bom técnico. Armou bem o Wigan mas, para nossa sorte, a dupla de ataque deles é Marcus Bent e Emile fucking Heskey. Mas Valencia e Palacios, vinculados recentemente ao United, realmente são bons jogadores.

Apenas com o decorrer do tempo as coisas foram entrando nos eixos. Nenhuma grande chance criada, mas o domínio passou para os Reds. Aí veio o pênalti sobre Rooney. Indiscutível.

Falem a verdade, quando Ronaldo pegou a bola para bater o pênalti, vocês pensaram no jogo do Camp Nou, não é?

Pois é. Eu também.

Mas Ronaldo sabe cobrar. E colocou o título a caminho de Old Trafford. Ficou a um do recorde de Dennis Violet em um único campeonato inglês pelo United e a mesma distância de Alan Shearer, o maior artilheiro em uma edição da Premier League (desde 1992).

Eu continuava roendo as unhas. O Wigan não pressionava, mas sabem como é… a qualquer momento, um lance isolado poderia ser fatal. De fato, quase aconteceu em cabeçada de Heskey (!!!) no segundo tempo, quando faltava pouco mais de 20 minutos.

Seria um desespero.

Não deveria porque havia acontecido um pênalti escandaloso de Titus Bramble sobre Paul Scholes minutos antes.

Esgotei meu estoque de ales guardado cuidadosamente para a final da Champions League. Vou ter que renová-lo nos próximos 10 dias.

Até que entrou Giggs. Já disse isso aqui: eu não acho que ele seja o mesmo winger de antes. Mas atuando pelo meio ou se movimentando como meia, ainda é um grande jogador. O United pressionou, pressionou, pressionou, mas nada de sair o segundo e definitivo gol.

O Chelsea pulou na frente em um gol chorado de Shevchenko.

Por alguns minutos, não foi sofrimento. Foi desespero. Mas quis o destino que Giggsy, no dia do seu recorde 758 pela causa Red Devil tenha selado o título.

The Premier League trophy stays where it belongs.

A MU.tv liberou o sinal de toda a festa pós-jogo e da comemoração à tarde. Os jogadores saíram de Wigan direto para Old Trafford, onde milhares de torcedores esperavam e onde acontece a festa de entrega dos melhores do ano do clube. Depois publico os resultados.

E para completa, CSKA Chelski não conseguiu vencer! Haha…

Gary Neville parecia meio sem jeito no meio da festa no gramado, de termo. Os jogadores deram o troféu para que ele erguesse, o que fez rapidamente e tentou devolver. TODOS os outros começaram a cantar, em frente à torcida: “Gary Neville is a Red, is a Red, is a Red, Gary Neville is a Red.. HE HATES SCOUSERS”.

Moscou está a caminho. Mas até lá, temos 10 dias para festejar.

E merece. Porque CSKA Chelski tem milhões. Manchester United tem Cristiano Ronaldo.

E há certas coisas que não tem preço.

Manchester United is the driving force of English football. We’re United you can keep the rest!

Enjoy the day!

@ Copyright Brazilian Red Devils – 2008

Anúncios

5 Respostas para “Match report: Wigan 0-2 Manchester United (EPL, 11/5/2008, JJB Stadium)

  1. Parabéns pela conquista! Algo a declarar sobre o co-irmão da cidade ?

  2. Claro que sim.

    HAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHA

  3. Sensacional a vitória! Completando com o empate dos russos, o domingo foi muito bem nesse quesito.

    Totalmente merecido esse campeonato e daqui a 10 dias os Blues chuparão de novo!!!

    Parabéns Manchester United!!!

  4. Apesar do domínio vermelho, foi um jogo nervoso durante 80 minutos, até que Giggs (a lenda viva) entrou em campo, igualou o recorde e fez o gol que sacramentou o título. No final, foi dele a honra de ser o primeiro a erguer a taça de campeão. Nada mais justo. E mais justo ainda seria ele jogar no dia 21, quebrar o recorde e fazer o gol do título. Tenho a impressão de que a alcunha de Deus não seria mais exclusiva de Cantona. MANCHESTER THE RELIGION. Campeão do maior campeonato nacional de clubes do mundo. GIGGS = LENDA.

  5. Esqueci de mencionar: melhor ataque, melhor defesa, melhor técnico, melhor jogador e artilheiro do campeonato. Sou suspeito pra falar, mas creio que o título está em boas mãos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s